Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Bolsonaro assina decreto que sobe o salário mínimo de R$ 954 para R$ 998 em 2019 -


No comando: Esporte 87

Das às

No comando: Clássicos Sertanejos

Das 04:00 às 06:00

No comando: Clássicos Sertanejo

Das 04:00 às 06:00

No comando: Alvorada 87

Das 06:00 às 08:30

No comando: Manhecer no Sertão

Das 06:00 às 09:00

No comando: Alvora 87

Das 06:00 às 09:00

No comando: Tempo de Reflexão

Das 08:30 às 09:00

No comando: Santa Missa

Das 09:00 às 10:00

No comando: Sintonia 87

Das 09:00 às 12:00

No comando: Os Corneteiros

Das 09:00 às 13:00

No comando: Sessão da Câmara Municipal de Agudos

Das 09:00 às 13:00

No comando: Kairós

Das 10:00 às 12:00

No comando: Conexão Cidade

Das 12:00 às 13:00

No comando: Balanço 87

Das 12:00 às 14:00

No comando: Toca Todas

Das 13:00 às 16:00

No comando: Agito 87

Das 13:00 às 16:00

No comando: Domingo Esportivo

Das 14:00 às 19:00

No comando: Agito 87

Das 16:00 às 19:00

No comando: Especial Sertanejo

Das 16:00 às 19:00

No comando: Santa Missa

Das 19:00 às 20:00

No comando: Flash House

Das 19:00 às 22:00

No comando: Arquivo 87

Das 20:00 às 22:00

No comando: A voz do Brasil

Das 21:00 às 22:00

No comando: Gospel 87

Das 22:00 às 00:00

No comando: Viagem Love

Das 22:00 às 00:00

No comando: Viagem 87

Das 22:00 às 00:00

No comando: Balada 87

Das 22:00 às 00:00

No comando: Momento Gospel

Das 22:00 às 00:00

No comando: Flash House

Das 22:00 às 00:00

No comando: Rock 87

Das 22:00 às 00:00

Bolsonaro assina decreto que sobe o salário mínimo de R$ 954 para R$ 998 em 2019

Seguindo cálculos de técnicos do antigo governo, o impacto nas contas será de R$ 15,4 bilhões

O presidente Jair Bolsonaro assinou decreto em que estabelece que o salário mínimo passará de R$ 954 para R$ 998 este ano. O valor entrou em vigor a partir nessa terça-feira (1º), dia de posse de Bolsonaro.

O decreto foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União, assinado por Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

O salário mínimo é usado como referência para os benefícios assistenciais e previdenciários. O mínimo é corrigido pela inflação do ano anterior, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) mais a variação do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e dos serviços produzidos no país) dos dois anos anteriores.

Jair Bolsonaro editou uma medida provisória que estabelece a organização básica dos órgãos da Presidência da República e dos ministérios. Em outro decreto, o governo altera a organização das entidades da administração pública federal indireta. Foram publicados também os decretos de nomeação dos novos ministros.

Deixe seu comentário: